Às vezes eu sinto como se eu não tivesse aprendido nada desde os 19 anos

– Sabe, eu sei que não é só uma questão de ego… Eu sei que a gente tem alguma coisa que – e eu não sou místico – combinou. Então eu to deixando uma brasa acesa pq cara, você é alguem que vale a pena conhecer mais, saber mais, mesmo que ao momento da cortina fechar e a gente tenha que voltar pra realidade, eu ainda esteja aqui, você ainda aí, você ainda esteja namorando, e nossas vidas ainda estejam separadas. Por algum motivo eu ainda gosto de ter dentro da minha cabeça uma ilusão.
– Eu poderia ter escrito exatamente isso.
– É só isso, uma ilusão…
– Para…

 

Eu não sou especial de nada, não há nada me aguardando e ninguém virá do Mistério um dia para me raptar. Ninguém irá me apresentar a minha pressentida, clara e distinta vida; minha vocação. Esta que, a propósito, não está neste mundo. Ninguém virá reparar o erro.
É até bonito que eu, por tanto tempo, tenha procurado algo que sentir a respeito disto. Que tenha afinado tanto as antenas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s