Eu sei.

Não sei lidar com quem se irrita comigo. Não sei não ser eu, não sei não ser tão sincero. Não sei não ser de sagitário, nem sei não ser brincalhão. Não sei ser sério quando não precisa, não sei. Não sei não sonhar com campos de dente-de-leão, nem não ficar com medo de picada de cobra. Não sei não cruzar a rua sem me esquecer de olhar pros lados. Não sei não fugir dos outros de vez em quando. Não sei não fugir de mim mesmo às vezes. Não sei não adorar uma voz carregada de emoção. Não sei não olhar pro quadro branco e lembrar do imenso vazio que tem na vida. Não sei olhar pro muro em branco e não querer encher de sentimento. Não sei não lembrar que o vazio também é importante. Não sei não esquecer de apagar a luz. Nem muito menos não deixar um tênis desamarrado. Não sei como não rir quando é pra se rir. Não sei não me entusiasmar com o que é pra se entusiasmar. Não sei não amar a chuva e o sol. Não sei não ser mais eu do que eu consigo ser.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s